21 98664-7068 21 97280-7883 21 98034-7755 santarosa@gbniteroi.com.br

Autoconhecimento, inteligência emocional e autocontrole: como o Jiu-jitsu pode colaborar

Autoconhecimento, inteligência emocional e autocontrole são assuntos muito discutidos hoje em dia. Como não poderia deixar de ser fomos nos informar com um especialista no assunto sobre como a prática de uma atividade física e em especial o nosso Jiu-jitsu pode nos ajudar a esse respeito. Nós na Gracie Barra Santa Rosa em Niterói conversamos com o especialista em análise comportamental Edson Gabriel.

Em uma carreira sempre relacionada ao esporte Edson foi preparador físico, auxiliar técnico e técnico do time de futebol Esporte Clube Taubaté no interior de São Paulo. Não parou por aí e foi também Técnico de Futebol do Departamento de Esportes da Força de Defesa da República Cooperativa da Guiana.

A Gracie Barra Santa Rosa oferece aulas de Jiu-jitsu para adultos iniciantes, intermediários ou avançados e nos e acreditamos nos benefícios da arte suave para o seu dia a dia, inclusive fora dos tatames.

Agende uma aula gratuita

Gracie Barra Santa Rosa: Autoconhecimento, inteligência emocional, autocontrole e domínio das emoções. Por que hoje em dia falamos tanto sobre esses assuntos?

Edson Gabriel: O mundo passa por um fenômeno muito interessante em sua evolução, onde a tecnologia está tão avançada e com descobertas, inovações e invenções tão criativas que deixam a sensação de que a vida atual e as profissões existentes tendem a se transformar e, em alguns casos, até desaparecer. Com isso, a ansiedade e a pressão de viver com qualidade e sentindo-se útil para a sociedade, remetem ao paradoxo de um novo tipo de abordagem completamente revolucionária: O FOCO NO SER HUMANO PARA OBTER RESULTADOS.

As pessoas têm demonstrado crescente insatisfação em suas carreiras e seus ambientes de trabalho, com grande dificuldade de conciliar vida profissional e vida pessoal, além das questões relacionadas à percepção de si mesmas e do mundo que são influenciadas por crenças limitantes, impactando negativamente todos os campos de atuação do ser humano. Assim, possuem vantagem decisiva no campo profissional e pessoal as pessoas que conhecem suas capacidades e limitações, e que entendem as motivações de suas ações e, por vezes, de sua falta de ação.

No que se refere à inteligência emocional é preciso salientar que todos nós temos problemas e dificuldades, e ficamos tristes e com raiva. Isso porque, na vida, nem sempre conseguimos tudo o que queremos ou precisamos. Nestes momentos, precisamos entender o que se passa conosco, pois nossas emoções começam a existir e podem ser boas ou ruins. Alegria e raiva são emoções, assim como medo e tristeza. Se conseguimos perceber quando estamos com tristeza, raiva ou alegria, podemos racionalizar porquê estamos sentindo essa emoção e buscar alguma solução ou adequação de comportamento antes de reagir. Nomeia-se este tipo de abordagem de Inteligência Emocional, a qual é responsável por 80% das competências que distinguem o homem de sucesso na vida profissional e nos relacionamentos. A INTELIGÊNCIA EMOCIONAL abrange o autoconhecimento para entender as potencialidades do indivíduo, o que lhe proporcionará um maior domínio e entendimento das próprias emoções e isto permitirá exercer maior autocontrole frente aos desafios que a vida nos apresenta.

Gracie Barra Santa Rosa: É possível desenvolvermos o controle emocional? Como a prática esportiva pode contribuir para esse desenvolvimento?

Controle emocional é parte da Inteligência emocional, a qual é um conceito da psicologia que caracteriza o indivíduo que é capaz de identificar seus sentimentos e suas emoções com mais facilidade. Para que alguém seja bem-sucedido em qualquer área da vida, faz-se necessário desenvolver inteligência emocional, além de dedicação, esforço e disciplina. Saber como agir em momentos de dificuldade e melhorar os relacionamentos interpessoais depende de como os pensamentos, os sentimentos e as atitudes são gerenciados. Essa é uma habilidade que pode ser desenvolvida ao longo de nossa existência. Contudo, para que a inteligência emocional seja desenvolvida, é preciso adquirir conhecimentos específicos sobre si e os outros à sua volta, desenvolvendo o equilíbrio entre a razão e a emoção, mantendo as relações mais saudáveis e crescendo como pessoa.

Na prática desportiva temos conceitos como a motivação e os processos emocionais no desempenho dos desportistas. Também são estudados diferentes aspectos relacionados com a performance, com o lazer e com a saúde. Além disso, desenvolvemos nossa capacidade de nos comunicarmos efetivamente com os outros e conosco. Também envolve a conexão com as nossas emoções e seu gerenciamento, auto motivação e supressão de certos impulsos. Os benefícios do binômio esporte / inteligência emocional podem ser resumidos a seguir:

  • Nível emocional. Melhora a orientação para alcançar os objetivos, a competitividade, a identificação de valores pessoais e do esporte, a autoestima, o trabalho em equipe, a liderança, a empatia, o controle das reações e emoções negativas, entre outros.
  • Nível físico. Ajuda na organização pessoal, relaxar e diminuir o stress, a ter momentos de descanso, a administrar melhor o tempo e a criar hábitos adequados de alimentação.
  • Nível social. Melhora o relacionamento com os familiares, amigos, colegas, equipe, treinadores, preparadores e fisioterapeutas. Também desenvolve o respeito às regras e à disciplina.
  • Nível racional. Ajuda a aprender como funciona o jogo, aspectos técnicos e táticos, além do respeito à hierarquia.

Como o Jiu-jitsu contribui para o desenvolvimento do autocontrole

Gracie Barra Santa Rosa: Como a prática de uma arte marcial como o Jiu-jitsu pode contribuir para esse autocontrole emocional?

Edson Gabriel: Além dos benefícios já citados na questão anterior, podemos ressaltar os aspectos abaixo, como consequências:

  • Autoconhecimento: ajuda a identificar bloqueios e dificuldades, assim como forças e habilidades; É a nossa capacidade para entender o que sentimos e estarmos sempre conectados aos nossos valores, à nossa essência.
  • Auto respeito: para entender sem culpa tudo o que não faz feliz; é a capacidade de nos orientarmos para os nossos objetivos, de nos recuperarmos de contratempos, de administrar o stress.
  • Autoconfiança: para superar seus medos e ansiedades; Rompimento de crenças limitantes.
  • Aumento da produtividade: foco, organização e motivação para desempenhar suas responsabilidades pessoais e profissionais;
  • Melhora nos relacionamentos: diminuição do estresse e construção da segurança para expor sentimentos e opiniões; nossa capacidade de nos relacionarmos, de nos comunicarmos, de chegar a acordos, de nos conectarmos de forma positiva e respeitosa com os outros.

O Jiu-jitsu muitas vezes é comparado a um jogo de xadrez porque é necessário manter a capacidade de raciocínio em situações extremamente desconfortáveis e fisicamente exaustivas e essa capacidade pode ser desenvolvida nos treinos

Agende uma aula gratuita
inteligencia emocional

Gracie Barra Santa Rosa: Qualquer pessoa pode se beneficiar de uma prática desportiva para o desenvolvimento do autocontrole?

Edson Gabriel: A prática esportiva no contexto atual tem papel social no desenvolvimento integral dos sujeitos, já que envolve a aquisição de habilidades físicas e sociais, valores, conhecimentos, atitudes e autoconhecimento. É uma forma de sociabilização e de transmissão de valores. Portanto, observa-se que o esporte possui amplas repercussões e ultrapassa o limite do bem estar físico, ao representar estímulo para crianças, adolescentes, adultos e idosos. São verdadeiros os acréscimos que o esporte traz para a sociedade, e isso se deve aos diversos benefícios que estão vinculados a sua prática. Hoje a busca pelo bem-estar individual e coletivo está presente em todos os níveis sociais, e o esporte ou práticas esportivas são fundamentais no cotidiano da população, porque auxiliam na manutenção de uma vida saudável. É preciso também destacar a importância do esporte na vivência de valores necessários para o convívio em sociedade como a tolerância, a inclusão e o respeito. Além disso, o esporte pode ajudar como mais uma alternativa no controle de emoções negativas e estímulo de sensações prazerosas de satisfação e bem estar, atribuindo-se a ele frequentemente papéis admiráveis, como livrar as pessoas do consumo de drogas e formar homens preparados para os desafios da vida.

Autoconhecimento inteligência emocional e autocontrole: o Jiu-jitsu para o desenvolvimento pessoal

Gracie Barra Santa Rosa: Como o controle emocional desenvolvido nos tatames reflete em nosso dia a dia?

Edson Gabriel: As estratégias competitivas utilizadas pelos atletas de Jiu-jitsu são de extrema importância na gestão das emoções. São importantes para regular os estados emocionais e, consequentemente, controlar o estado do atleta no sentido de conseguir colocar-se no seu melhor estado para competir, e este controle emocional elevado passa a fazer parte da vida do praticante também nos seus desafios pessoais e profissionais. A exigência da competição pode trazer o melhor ou o pior das pessoas, e as exigências psicológicas são particularmente elevadas quando os atletas ou as equipes se esforçam para alcançar seus objetivos, analogamente à vida em família ou na empresa.

A gestão das emoções é um fator muito importante para combater os momentos críticos em qualquer situação e promover boas decisões na vida e no tatame. Quando as habilidades físicas, ou o nível dos atletas são muito idênticos, muitas vezes o competidor que ganhará ou que conseguirá um excelente desempenho, será aquele que possui uma melhor preparação mental.

Também na vida, com uma preparação mental programada e estruturada, o homem consegue gerir as emoções e processos psicológicos a seu favor durante os mais variados desafios. As reações emocionais em situações de stress podem esgotar os recursos de um atleta ou de um homem de negócios e, consequentemente, gerar um impacto negativo sobre o desempenho, quando deficientemente geridas. É por isso que é importante dispor de uma estratégia mental preestabelecida e fortalecida para enfrentar os adversários nos tatames e na vida. Neste contexto, todos os valores físicos, mentais, sociais e desportivos trabalhados no Jiu-jitsu passam a fazer parte do cognitivo do desportista e se farão presentes em todos os campos da vida de forma muito favorável.

EDSON GABRIEL – COACH
SÃO JOSÉ DOS CAMPOS – SP

12 997717152

santogabriel13@gmail.com

  • Professional & Self Coach, Master em Programação Neurolinguística, Leader Coach, Palestrante, Especialista em análise Comportamental
  • Bacharel em Educação Física pela Universidade de Taubaté
  • Bacharel em Fisioterapia pela Universidade de Taubaté
  • Pós graduado em atividades para grupos especiais, também pela Universidade de Taubaté
  • Foi preparador físico, auxiliar técnico e posteriormente técnico do time de futebol Taubaté Esporte Clube
  • Foi Técnico de Futebol do Departamento de Esportes da Força de Defesada República Cooperativa da Guiana

Esperamos ter esclarecido as ideias de autoconhecimento, inteligência emocional e autocontrole e como o Jiu-jitsu pode colaborar para o seu desenvolvimento

Publicado em 13 de junho de 2019 por